Habilitações para o México devem incrementar exportações de frango brasileiro em 2019

Habilitações para o México devem incrementar exportações de frango brasileiro em 2019

Ao todo, 26 novas plantas foram habilitadas para o mercado mexicano, segundo o MAPA; isso significa boas perspectivas para o frango brasileiro no ano que vem.

Agro & Etc

novembro 20, 2018

0

A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) comemorou a habilitação de novas plantas frigoríficas de aves para exportações ao México, conforme anúncio feito no dia 19 de novembro pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). 

Segundo informa a assessoria de imprensa da ABPA, foram habilitadas 26 novas plantas do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Goiás e Distrito Federal. As empresas são a Coasul, Copacol, Somave, Bello Alimentos, GT Foods, Aurora Alimentos, Frangos Granjeiro, Frangos Pioneiro, Jagua Frangos, Seara, BRF, Nova Araça, Agrosul, Nutriza, São Salvador, Pif Paf, Dip Frangos, Safrio e Vapza.

Francisco Turra, presidente da ABPA (foto no destaque), comemora as novas habilitações e diz que elas deverão gerar impactos positivos já nas exportações de 2019. "O mercado mexicano apresentou um exponencial crescimento nas importações de carne de frango brasileira ao longo de 2018. A sinalização é de um cenário ainda mais demandante no próximo ano, o que deve influenciar o saldo geral das exportações do Brasil”.

Turra analisa que as novas habilitações mostram a confiança do México no sistema brasileiro, “o que gera boas expectativas, também, acerca da abertura do mercado à carne suína do Brasil.”

Entre janeiro e outubro de 2018, o México importou 95,5 mil toneladas de frango, volume 8% superior às 88,5 mil toneladas embarcadas no mesmo período de 2017, informa a ABPA.

(A Hora do Ovo, com informações da assessoria de imprensa da ABPA. Foto: divulgação)

tag: Exportação de frangos , México , ABPA ,

0 Comentários